O seu navegador (Generic Browser 0) está desatualizado. Melhore sua experiência em nosso site!
Atualize Agora

DÊ UM UPGRADE NA SUA PREPARAÇÃO - Torne-se assinante e transforme seus estudos!

CONHEÇA NOSSOS PLANOS

Como funciona e para que serve o Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado em 1998 com o objetivo de avaliar a qualidade do sistema de ensino implantado em todo país, auxiliando o Ministério da Educação na elaboração de projetos para melhoria do ensino médio e fundamental de escolas públicas e particulares.

Desde 2009, o Enem se tornou uma das principais formas de seleção para ingresso no ensino superior. Uma vez por ano, milhões de participantes se inscrevem com diferentes objetivos.

O exame facilitou a vida de muitos estudantes que desejam entrar em uma faculdade, pois, além de ser a principal forma de ingresso no ensino superior público por meio do Sisu, o Enem também serve para o estudante conseguir bolsas em faculdades particulares por meio do ProUni ou financiamento estudantil - Fies e até mesmo como complemento de notas para vestibulares próprios de universidades.

Inicialmente, o exame era impresso, porém o governo iniciou a aplicação na versão digital em 2020, em dois domingos subsequentes. A avaliação é composta de 180 questões objetivas mais uma redação:

  • 1º dia: Redação; 45 questões de Linguagens e Códigos; 45 questões de Ciências Humanas
  • 2º dia: 45 questões de Matemática; 45 questões de Ciências da Natureza

Sistema de Seleção Unificado (SiSU)

O Sistema de Seleção Unificado (SiSU), criado pelo Ministério da Educação (MEC), é uma das principais formas de ingresso no ensino superior público. Diversas faculdades usam apenas esse sistema para selecionar seus futuros alunos.

O Sisu abre vagas para diversas modalidades de concorrência, para diferentes cursos em inúmeras universidades. O processo ocorre em duas edições no ano e classifica de acordo com a nota obtida no Enem.

Artigo: 5 dicas essenciais para fazer o Enem

Cada instituição adota pesos diferentes para cada área do conhecimento avaliada no Enem ou notas mínimas para inscrição no curso de interesse.

A primeira edição acontece em janeiro, após a divulgação dos resultados do Exame, e a outra em junho para ingresso no segundo semestre do ano letivo. Em cada edição, são quatro dias de concorrência, totalmente onlines, onde o candidato acessa o sistema, vê a nota de corte para o curso desejado e sua classificação dentro das vagas disponíveis.

Prouni

O Enem é a única forma do candidato participar do Programa Universidade Para Todos (ProUni), uma iniciativa de inclusão social criado pelo MEC, que permite ao aluno o acesso às universidades particulares brasileiras por meio de bolsas parciais ou integrais. Nos dois casos, os participantes ficam isentos de pagamentos futuros.

A bolsa tem validade por durante todo o curso, desde que o estudante cumpra os critérios definidos pelo Programa.

Para ser contemplado pelo ProUni, o candidato deve ter média de no mínimo 450 pontos no último Enem e nota maior que zero na redação, além de renda familiar per capita de até três salários mínimos. Se o candidato segue esses critérios precisa se enquadrar dentro de alguns dos perfis abaixo:

  • ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública;
  • ter cursado todo ou parte do Ensino Médio em escola privada com bolsa integral;
  • ser portador de deficiência física;
  • ser professor da rede pública de ensino básico e estar concorrendo a cursos de pedagogia, normal, superior ou licenciaturas (nesse caso, a renda familiar não importa).

O processo de inscrição no ProUni é gratuito e realizado através da Internet, com os número de inscrição e senha do Enem.

Programa de Financiamento Estudantil (Fies)

O FIES é um método de financiamento do Governo Federal à graduação de ensino superior. O Programa auxilia no pagamento de mensalidades com taxas de juros abaixo do mercado, para candidatos que realizaram o Enem e conquistaram média mínima de 450 pontos na prova e nota maior que zero na redação, e que possuam renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Vestibulares

Algumas Instituições de ensino superior utilizam a nota do Enem como forma de seleção para oferecerem bolsas ou como parte do vestibular. A seleção pode complementar a nota do Vestibular ou até mesmo substituir completamente as provas.

Os critérios de seleção variam de acordo com cada instituição. Em determinadas universidades privadas, a nota do Enem pode somar a do Vestibular para ter direito a uma vaga, como também pode apresentar o seu desempenho desde que esteja dentro dos critérios exigidos para realização da matrícula.

Enem para ingressar em cursos técnicos

Você sabe o que é o Sisutec? É um sistema semelhante ao Sisu que serve para estudantes que concluíram o Ensino Médio e querem entrar em um curso técnico em institutos federais, estaduais ou municipais. Para participar desse sistema também é preciso ter realizado o Enem.


Por todos esses motivos o Enem é um dos maiores Exames aplicados no Brasil, pois através dele qualquer estudante tem direito a um ensino superior de qualidade.

Já começou a se preparar para o Enem? Se inscreva na plataforma do Qconcursos e comece a estudar para garantir a sua vaga na universidade.

Cadastre-se e faça parte da maior comunidade de ensino on-line do Brasil.